ÁGUA BOA

AÇÃO

Equipes de Saúde realizam Atividade de Educação Permanente contra Doença de Chagas em Barra do Garças

A formação consiste em técnicas de orientação para que os agentes ajudem a população no reconhecimento do inseto hospedeiro

Publicados

Saúde

A Prefeitura Municipal de Barra do Garças, através da Secretaria Municipal de Saúde, realizou nos dias 2 e 3 de maio as primeiras etapas da Atividade de Educação Permanente contra a Doença de Chagas. A ação acontece no Centro de Referência de Especialidade em Saúde e consiste em capacitar as equipes de Saúde com técnicas de orientação popular, a fim de ajudar os moradores dos bairros a identificar o inseto triatomíneo, conhecido como Barbeiro, que é vetor de transmissão da doença.

A atualização é ministrada pelas servidoras da equipe técnica de Vigilância em Saúde Ambiental do Escritório Regional de Saúde de Barra do Garças, a Drª Mirian Francisca Martins, a Drª Sinara Moraes e a Mª Thalissa Moraes Martins.

A enfermeira e Coordenadora de Saúde Coletiva de Barra do Garças, Lidyane de Sousa, explica que a formação faz parte da atualização profissional voltada a enfermeiros, agentes de combate às endemias e agentes comunitários de saúde. Lidyane destaca também a importância da vigilância passiva para controle da doença. “Além de aumentar a sensibilidade do encontro do inseto pela população, as atividades de educação estimulam os moradores a levar os insetos para análise”, disse.

Leia Também:  Secretaria de Saúde adota vacinação em domicílio para aumentar índices contra a gripe em Água Boa

Está previsto para a próxima segunda-feira (9) a última etapa da atividade contra a Doença de Chagas, que deve contemplar mais duas equipes de profissionais que não participaram das etapas anteriores no início do mês. De acordo com Lidyane, após concluir as etapas voltadas à esta doença, a formação seguirá com outras temáticas. “É o que chamamos de educação em serviço, para manter as equipes sempre por dentro das técnicas e temas que passam por atualizações”, completou.

Fonte: Secom-BG

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Geral

Covid-19: em 24 horas, país teve 17.355 mil novos casos e 92 mortes

Publicados

em

O Brasil registrou, desde o início da pandemia, 664.872 mortes por de covid-19, segundo o boletim epidemiológico divulgado ontem (14) pelo Ministério da Saúde. O número total de casos confirmados da doença é de 30.682.094.

Em 24 horas, foram registrados 17.355 casos. No mesmo período, foram confirmadas 92 mortes de vítimas do vírus.

Ainda segundo o boletim, 29.718.402 pessoas se recuperaram da doença e 298.820 casos estão em acompanhamento.

Estados

Algumas unidades da federação, no entanto, não enviaram os dados relativos a sábado. São elas: Distrito Federal, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul (apenas óbitos), Mato Grosso, Rio de Janeiro, Roraima e Tocantins.

Considerando os dados mais recentes obtidos pelo Ministério da Saúde, São Paulo lidera o número de casos, com 5,44 milhões, seguido por Minas Gerais (3,37 milhões) e Paraná (2,48 milhões). O menor número de casos é registrado no Acre (124,9 mil). Em seguida, aparece Roraima (155,6 mil) e Amapá (160,4 mil).

Em relação às mortes, São Paulo apresenta o maior número (168.669), seguido de Rio de Janeiro (73.632) e Minas Gerais (61.410). O menor número de mortes está no Acre (2.002), Amapá (2.132) e Roraima (2.151).

Leia Também:  Covid-19: em 24 horas, país teve 17.355 mil novos casos e 92 mortes

Vacinação

Até ontem, haviam sido aplicadas 428,5 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, sendo 176,5 milhões com a primeira dose e 157,8 milhões com a segunda dose. A dose única foi aplicada em 4,8 milhões de pessoas. Outras 82,7 milhões já receberam a dose de reforço.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Geral

ESCOLHA ABAIXO UM DOS GRUPOS DO INFORMA ARAGUAIA NO WHATSAPP, ENTRE E RECEBA NOTÍCIAS EM PRIMEIRA MÃO!

Grupo 04

Grupo 06

Grupo 07

Grupo 08

Grupo 09

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA