ÁGUA BOA

Polícia

Unidade de registro de ocorrências em shopping facilita acesso dos serviços à população

Publicados

Polícia


Camila Molina/Polícia Civil-MT

A população de Cuiabá e região terá mais facilidade e conforto para registrar boletins de ocorrência com a inauguração de mais unidade da Central de Registro de Ocorrência, na manhã desta segunda-feira (14.10) no Goiabeiras Shopping. O atendimento na unidade inicia nesta sexta-feira (15.10).

A unidade é integrada à 1ª Delegacia de Polícia de Cuiabá, que administra as duas centrais de ocorrências policiais da Capital, a primeira instalada na Avenida Tenente Coronel Duarte (Prainha), região central da Capital e a segunda inaugurada dentro do shopping.

Instalada na alameda de serviços do Goiabeiras Shopping, a Central de Ocorrências funcionará das 10 às 17 horas, junto a outros órgãos e serviços, como Detran, Polícia Federal, lotérica e outros.

A nova estrutura busca um novo conceito de atendimento, primando pela qualidade do ambiente, facilidade de acesso e aperfeiçoamento do serviço público.  O objetivo principal é ampliar o atendimento à população nos serviços prestados pela Polícia Civil, garantindo mais comodidade e conforto ao cidadão, que ganha mais uma opção de local para registro de ocorrências.

Leia Também:  GAP apreende 13 kg de maconha e prende quadrilha em Várzea Grande

O delegado regional de Cuiabá, Wagner Bassi Junior, destacou que a inauguração da nova unidade vem de uma necessidade da Polícia Civil, de melhorar o atendimento às vítimas, uma vez que por mês são registrados aproximadamente 10 mil boletins de ocorrências na Central de Ocorrências, da Prainha.

“É um número muito grande de registro de ocorrências e em que pese o excelente atendimento prestado na Central de Ocorrências, no centro de Cuiabá, foi percebida a necessidade de outras unidades para auxiliar esse trabalho que em grande parte das vezes é o primeiro contato da vítima com a Polícia Civil”, disse.

Durante o evento de inauguração, a gerente de marketing do Goiabeiras Shopping, agradeceu a nova parceria e falou sobre a importância de ter uma unidade da Polícia Civil como mais um dos serviços oferecidos no shopping. “Ter a Polícia Civil em nosso mix de serviços, agrega mais conforto e comodidade para os nossos clientes. Estamos felizes em receber a instituição, que vai trazer aos moradores da região, mais facilidade e proximidade aos serviços oferecidos pela instituição”, destacou.

Leia Também:  Polícia Civil prende um dos envolvidos em roubo a motorista de caminhão em Sinop

O delegado-geral, Mário Dermeval, destacou a busca constante da Polícia Civil na melhoria da qualidade de atendimento à população, com estruturas bem montadas, servidores qualificados e facilitando o acesso àqueles que necessitam dos serviços prestados pela instituição.

“É importante frisar que a Central de Ocorrências da Prainha continua com os seus trabalhos e a unidade do Goiabeiras é mais uma unidade de atendimento à população, facilitando o acesso dos cidadãos aos serviços prestados pela Polícia Civil.

O secretario adjunto de Segurança Pública, Carlos George de Carvalho Davim, disse ter certeza do sucesso da nova unidade, uma vez que é mais uma opção para cidadão que pode escolher o melhor lugar para fazer o registro de ocorrência. “É uma unidade que traz muito benefícios para aqueles que precisam registrar uma ocorrência e acredito que será visto de maneira muito positiva pela população”, disse o secretario.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Mais de 200 mil tartarugas já foram soltas no Araguaia pelo projeto “Amigos da Natureza”

Publicados

em

Por


A Polícia Militar de Mato Grosso, em parceria com o projeto “Amigos da Natureza”, já realizou a soltura de 200 mil Tartarugas-da-Amazônia nas regiões do Araguaia. A ação conta com o apoio do Ministério Público, prefeituras e colônias de pescadores em prol da preservação e repovoamento da espécie ameaçada de extinção. 

Coordenado pelo biólogo Francisco de Assis Ribeiro de Souza, o projeto foi criado em 2001, no município de Luciara, e passou pelas cidades de Santa Terezinha, Confresa, Porto Alegre do Norte e, desde 2015, está em São Félix do Araguaia. 

A sede do projeto fica no quartel da 2ª Companhia de Polícia Militar de São Félix do Araguaia, onde, durante o período de gestação dos filhotes, os ovos são cuidados por policiais militares e integrantes do projeto em uma praia artificial.  

Tenente Juliano Rebelo, comandante da unidade da PM em São Felix do Araguaia, explica que os ovos dos animais são recolhidos nos leitos dos rios e colocados no berçário, permitindo o nascimento seguro e controlado dos filhotes. “Nós damos uma sobrevida ao animal. Nesse período (nascimento), é quando as tartarugas mais morrem. Nós cuidamos e monitoramos os filhotes no dia a dia, para que possam nascer seguros”, explica o militar.  

Leia Também:  Polícia Civil recebe mais 17 delegados que, após formados, irão integrar unidade do interior

A importante atuação do projeto no período de recolhimento dos ovos e incubação (que varia de 45 e 60 dias), o trabalho de manejo e soltura realizado pela PM e parceiros, aumenta em 60% o índice de sobrevivência dos filhotes, que são soltos em locais seguros, onde há abrigo, esconderijo e alimentação – devido às ações de predadores e às altas temperaturas, nessa etapa apenas 4% dos filhotes sobrevivem.  

Além do repovoamento das tartarugas, o projeto promove ações de preservação, como a coleta de lixo e resíduos em pontos turísticos da cidade, o repovoamento de peixes nativos da bacia hidrográfica do Araguaia, além da recuperação de nascentes e matas ciliares.    

“Vale destacar a importante participação social da PM nesses projetos de preservação ambiental, através do 10º Comando Regional, atuando e colaborando diretamente em prol do nosso meio ambiente”, conta o comandante do 10º CR, tenente-coronel Rodrigues. 

A Tartaruga-da-Amazônia está ameaçada de extinção devido à apreciação da sua carne. Rica em proteína, ela é considerada um prato exótico e saboroso na região. Sua gordura também é bastante utilizada na produção de cosméticos e na indústria farmacêutica.

Leia Também:  Mais de 200 mil tartarugas já foram soltas no Araguaia pelo projeto "Amigos da Natureza"
Fonte: PM MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ÁGUA BOA

AGRO

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA