ÁGUA BOA

AGRESSÃO

Idosa é agredida pelo companheiro após discussão por status de WhatsApp em Água Boa

A vítima informou a PM que foi derrubada ao solo e que o suspeito pisou em seu pescoço.

Publicados

ÁGUA BOA

Na manhã desta sexta-feira, por volta 5h20min, a Polícia Militar de Água Boa foi acionada via 190, sobre uma violência doméstica e, que a vítima estava em atendimento no Hospital Regional.

Segundo informações do Boletim de Ocorrência, uma idosa de 60 anos foi brutalmente agredida pelo seu companheiro de 58 anos, em sua residência no Bairro Araguaia Park.

Uma Guarnição da PM se deslocou até o Hospital Regional, identificado a vítima com algumas lesões pelo pescoço e tórax.

Aos policiais, a vítima relatou estava em seu momento de descanso, quando seu companheiro aparentando estar embriagado, iniciou a discursão devido a uma publicação no status do Aplicativo WhatsApp, e, que momentos seguintes, o suspeito usando de força muscular, começou a agressão física e verbal.

A vítima informou que foi derrubada ao solo e que o suspeito pisou em seu pescoço, e continuou a agredi-la. Ainda de acordo com a idosa, ela conseguiu escapar e solicitou uma ambulância para atendimento médico.

Após o relato da vítima, os policiais foram até o endereço de convívio dos envolvidos, onde o suspeito foi localizado.

Leia Também:  Polícia Civil prende autor de homicídio que vitimou professor em Tangará da Serra

O suspeito que precisou ser algemado, foi conduzido e entregue a Polícia Judiciária Civil sem lesões corporais, para providências cabíveis que o caso requer. Já a vítima, encontra-se no Hospital Regional ainda em atendimento médico.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ÁGUA BOA

Casal limpa quintal e usa fogo, que atinge marcenaria do vizinho; PMs salvam o prédio

Cabe salientar que colocar fogo em podas de árvores ou mesmo folhas em quintais de residências é prática proibida pela legislação

Publicados

em

ÁGUA BOA – No começo da noite deste domingo, populares chamaram a Polícia Militar informando que uma casa na Rua D-5 do bairro Guarujá Expansão estava em chamas.

Quando os policiais militares chegaram, constaram que o fogo tinha iniciado e ainda podia ser combatido, desde que fossem utilizadas técnicas adequadas.

Policiais militares utilizaram toalhas de banho para abafar as chamas menores. Uma mangueira emprestada por um vizinho foi utilizada para molhar as partes mais altas da casa.

Após controlar as chamas, o proprietário disse que o local é utilizado como marcenaria, sendo que algumas máquinas tiveram danos por causa do incêndio. O proprietário disse que não sabia a origem do fogo.

Um casal vizinho, porém, informou aos policiais que havia colocado fogo em algumas folhas de coqueiros e podas de árvores, para limpar o quintal. Depois disso, o casal foi cuidar de outros afazeres.

No entanto, em seguida, eles perceberam que o fogo atingiu a casa vizinha, e correram para lá para tentar ajudar a controlar o incêndio. Os PMs registraram o BO.

Leia Também:  Três suspeitos por tráfico de drogas são presos em flagrante pela Polícia Civil em Confresa

Cabe salientar que colocar fogo em podas de árvores ou mesmo folhas em quintais de residências é prática proibida pela legislação, justamente pelo perigo que proporciona em época de estiagem.

Fonte: Noticias Interativa FM

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA