ÁGUA BOA

Geral

SP: ViaMobilidade volta a ser multada por descumprimento de contrato

Publicados

Geral

A Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM) de São Paulo multou a ViaMobilidade, responsável pela operação e manutenção das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda de trens metropolitanos em mais R$3,6 milhões. Com isso, o total de penalidades por não cumprimento contratual é de R$ 7,9 milhões.

Segundo a STM, o contrato de concessão inclui uma série de obrigações e deveres para garantir o desempenho no setor que, quando não são cumpridos, implicam aplicação de penalidades. Em março deste ano, a STM já havia multado o consórcio em R$ 4,3 milhões, após a instauração de processos administrativos sancionadores, devido ao descumprimento de procedimentos operacionais e da interrupção da prestação do serviço. A concessionária apresentou defesa dentro do prazo estipulado, que está sendo analisada pela secretaria.

“Agora, reincidentes episódios de falhas, denominados incidentes notáveis, passaram por análise administrativa na STM e geraram as novas multas à ViaMobilidade. Alguns exemplos de falhas são a abertura de portas do lado contrário à plataforma, desrespeito à sinalização de via e questões contratuais relacionadas à operação”, informou a STM por meio de nota. Só neste ano foram registradas 28 falhas nas linhas.

Leia Também:  Cineasta Breno Silveira morre aos 58 anos

A concessão para a ViaMobilidade foi iniciada de forma compartilhada com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) em 27 de dezembro de 2021 e integralmente com a concessionária a partir de 27 de janeiro de 2022. A concessão é de 30 anos, prevê investimentos de R$ 3,8 bilhões, entre os quais, a compra de 36 trens novos.

A ViaMobilidade foi procurada, mas não respondeu aos questionamentos.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Geral

Festa do livro portuguesa homenageia o Brasil

Publicados

em

Por

Começou hoje (16), no Templo da Poesia, em Oeiras, Portugal, a segunda edição da Travessia das Letras – Festa Infantojuvenil da Língua Portuguesa, que se estenderá até o dia 22, tendo como homenageados o Brasil e o bicentenário da independência. A área, de 22 hectares, foi tombada e tem representados, sob a forma de esculturas, 60 poetas, dos quais 50 são portugueses e dez de países ou territórios lusófonos.

A arquiteta luso-brasileira Claudia Pinheiro, idealizadora do evento, informou que a Festa da Língua Portuguesa vai ultrapassar as atividades relacionadas à literatura. “Vai agregar outras expressões artísticas, tais como teatro infantil, cinema de animação e também música, sempre tendo como ponto de partida a literatura infantojuvenil e celebrando grandes nomes da literatura brasileira, que vão participar de mesas de debates junto a autores portugueses”.

Cidades-irmãs

A primeira edição da festa aconteceu em 2019. A Travessia das Letras conta com o patrocínio da Câmara Municipal de Oeiras e do município de Oeiras, no Piauí. As duas cidades são cidades-irmãs. Com pouco menos de 40 mil habitantes, em 2021 o município piauiense foi identificado pela Representação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no Brasil como case de gestão educacional inovadora, o que motivou a instituição a promover uma pesquisa para investigar as razões do sucesso do município, com o título Boas práticas de gestão em educação municipal: o caso de Oeiras (PI).

Leia Também:  Cineasta Breno Silveira morre aos 58 anos

A representante e diretora da Unesco no Brasil, Marlova Noleto, informou que “pelo fato de possuir convergência com as diretrizes e os princípios da Unesco nos campos da cultura, desenvolvimento social e cidadania global, a travessia é realizada em cooperação técnica com a nossa representação no Brasil”.

A Travessia das Letras conta, ainda, com apoio institucional da Missão do Brasil na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), do Plano Nacional de Leitura (PNL2027) e da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), as duas últimas organizações portuguesas, além do Outbêco, rede de franquias brasileiras com presença em Portugal.

Destaques

As atrações brasileiras incluem a realização da oficina teatral da peça Pluft, o fantasminha, de Maria Clara Machado (1921-2001), que será homenageada por seu centenário. A oficina é ministrada por Cacá Mourthé e Ricardo Kosovski, assim como sua encenação, da qual participarão os atores Roberto Bomtempo e Miriam Freeland.

O escritor indígena Daniel Munduruku terá seu livro Ideias para adiar o fim do mundo adaptado para encenação. Já o músico Pedro Luís realizará uma oficina de ritmo brasileiro, a partir de Carinhoso, uma das canções mais importantes da obra do maestro, instrumentista e compositor Pixinguinha (1897-1973).

Leia Também:  'Foi um milagre e dos grandes', diz motorista ao deixar UTI

Diversos autores portugueses, entre eles Luísa Ducla Soares, Mário de Carvalho, Inês Fonseca Santos e João Maio Pinto, também vão narrar as obras brasileiras representadas no evento.

A programação completa com as atrações pode ser conferida no site do evento.

O evento tem entrada livre. As inscrições para as oficinas, no entanto, para o público em geral e para os estudantes de escolas públicas e privadas, devem ser realizadas pelo e-mail do evento.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA