ÁGUA BOA

NOVEMBRO ROXO

Água Boa – Dra. Janaina Maia fala sobre da campanha Novembro Roxo em entrevista à rádio local

O radialista Airton Iappe (Laranjinha) comandou a entrevista.

Publicados

Cidades

Na manhã de sábado (27/11), a pediatra Dra. Janaina Maia concedeu uma importante entrevista à Rádio Interativa. Na ocasião a médica falou sobre a campanha Novembro Roxo e prevenção a prematuridade. O radialista Airton Iappe “Laranjinha” comandou a entrevista.

Confira na íntegra:

Airton Iappe: Dra. Janaina Maia poderia falar sobre sua especialidade? Pediatria. A senhora que cuida das nossas crianças?

Dra. Janaina Maia: Obrigado Laranjinha! Exatamente. Sou casada, ainda não sou mãe, mas pretendo ser em breve. Sou filha de Água Boa, minha família a maior parte é residente na cidade. Escolhi a pediatria por amor. Considero uma dadiva poder cuidar e auxiliar no crescimento e contribuir para formação de um adulto saudável.

Airton Iappe: Dra. Janaina quais as preocupações mais frequentes das mamães e papais?

Dra. Janaina Maia: São várias as preocupações e dúvidas, mas posso destacar:

• Com que frequência devo levar meu filho ao pediatra?
• Como saber se produzo leite suficiente?
• Quais alimentos devo evitar durante a amamentação?
• Quais alimentos posso incluir na dieta do bebê após 06 meses?
• Como fazer a correta higiene bucal do bebê?
• Como evitar o refluxo?

Airton Iappe: E com os recém-nascido, quais cuidados e atenção que pais precisam ter? E existe sempre uma dúvida: há problemas em tirar o bebê recém-nascido de casa para consulta?

Leia Também:  Homem é suspeito de atear fogo no carro da ex-mulher em Barra do Garças

Dra. Janaina Maia: Não mesmo!!! Na verdade, a consulta nos primeiros dias de vida do bebê é muito importante, principalmente para pais de primeira viagem.

Nessa consulta avaliamos como está a amamentação, corrigir a pega e avaliar o umbigo a correta limpeza, assim como o peso, porque todo o bebê quanto nasce perde 10% de peso. Orientamos a correta posição para dormir sem que tenha riscos.

E também cuidamos dessa nova mamãe e ressaltamos a importância da rede de apoio.

Airton Iappe: Neste mês, estamos na campanha Novembro Roxo e prevenção a prematuridade.

Dra. Janaina Maia: Sim… O Novembro Roxo é o mês internacional de prevenção e sensibilização da prematuridade. O objetivo principal é promover o reconhecimento da prematuridade e desempenhar ações de conscientização sobre a importância de prevenção ao parto prematuro.

Airton Iappe: Dra. Janaina Maia, o que é ser mãe de bebê prematuro?

Dra. Janaina Maia: Ser mãe de prematuro é conhecer a força máxima da maternidade nos primeiros segundos de vida do seu bebê. É sentir alegria com o nascimento do filho, mas, ao mesmo tempo, ter que lidar com o medo da morte do seu bebê que acabou de nascer. É sair da maternidade e ter que ser forte para deixar o filho na UTI neonatal.

Leia Também:  Força Tática recupera motos furtadas do pátio da BrTran em Barra do Garças

Airton Iappe: Com quantas semanas indicam que o bebê é prematuro?

Dra. Janaina Maia: É considerado prematuro, ou pré-termo, todo bebê que nasce com menos de 37 semanas de gestação, sendo prematuros precoces aqueles nascidos com menos de 34 semanas e tardios entre 34 e 37 semanas.

Airton Iappe: Quais os riscos para o bebê quando nasce prematuro?

Dra. Janaina Maia: O bebê que nasce antes do tempo pode apresentar aumento no risco de condições crônicas como: Alteração no crescimento; Atraso no desenvolvimento (motor, cognitiva e psíquicos). Existe o aumento de risco de diabetes e doenças cardiovasculares.

Airton Iappe: Quais as prevenções que precisamos ter?

Dra. Janaina Maia: Os profissionais de saúde usam diversas intervenções que podem ajudar as mulheres a evitar o parto prematuro. A prevenção se inicia antes da gestação com cuidados na alimentação e exercícios e um bom acompanhamento pré-natal.

Além de parar de fumar, não consumir álcool, manter dieta equilibrada e vacinação em dia.

Fonte/Créditos: Notícias Interativa

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Carro com placa de Confresa é apreendido com quase 500 kg de maconha

PM afirmou que caixa em carroceria continha 470 tabletes da droga

Publicados

em

Um carregamento de 470 tabletes de maconha, e pesando aproximadamente 500 kg, foi apreendido em São Miguel do Tocantins, na região norte do estado. Segundo a Polícia Militar (PM), a droga era transportada em um veículo que estava em um caminhão guincho. O suspeito fugiu.

O flagrante aconteceu na quarta-feira (10) na TO-201. No local, os policiais abordaram o caminhão transportando uma pickup com placa de Confresa (MT). Ao perceber que seria feito revista no carro, o suspeito fugiu para uma área de vegetação.

Ao retornar ao veículo a PM verificou que várias caixas de papelão estavam na carroceria. Foi constatado que se tratava de um carregamento de cerca de meia tonelada de maconha. Segundo a corporação, o entorpecente havia saído de São Domingos do Araguaia (PA).

Durante entrevista com o condutor e auxiliar do caminhão guincho, os motoristas disseram à PM que na última terça-feira (8) três homens contrataram a empresa no Pará para fazer o transporte do veículo supostamente com problemas mecânicos para Imperatriz (MA). Segundo eles, a saída foi programada para a madrugada de quarta-feira (10), às 5h.

Leia Também:  Pescador encontra corpo de jovem que se afogou no Rio das Mortes em Nova Xavantina

Durante o transporte interestadual o crime foi descoberto. Os Veículos, as drogas e os ocupantes do caminhão guincho foram encaminhados para a delegacia de Araguatins.

Após o flagrante os policiais pediram apoio de outras viaturas da área do 9º BPM para tentar localizar o suspeito de tráfico de drogas. Nenhuma prisão foi realizada até a última atualização desta reportagem.

Fonte: Araguaia Notícia

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA