ÁGUA BOA

SAIBA MAIS

A importância do trabalho em equipe para o desenvolvimento da empresa

Para o trabalho fluir bem, é fundamental promover um ambiente de troca, onde todos se expressam e contribuem para melhores resultados.

Publicados

ARTIGOS

Para uma empresa dar certo, é essencial que reúna profissionais com diferentes habilidades. Isso ajuda a ter uma visão mais ampla dos negócios e a enxergar melhor oportunidades e desafios do mercado. Sem falar que são diferentes formas de pensar e agir. No entanto, para o trabalho fluir bem, é fundamental promover um ambiente de troca, onde todos se expressam e contribuem para melhores resultados.

Algumas atitudes são importantes para que se tenha um trabalho em equipe satisfatório. Em primeiro lugar, tratamos da comunicação. É importante dar feedbacks instantâneos, manter as expectativas claras e alinhadas, ajudar todo mundo a ganhar e trabalhar para construir confiança mútua. Com uma equipe motivada e com uma comunicação clara, é possível resolver melhor conflitos e ter proatividade para buscar novas soluções.

Outro detalhe valioso é saber delegar as tarefas de forma estratégica e adequada. Para isso, avalie se as habilidades propostas para fazer a atividade condizem com quem vai executar. Depois certifique-se de que a comunicação, ou orientação, está sendo clara. Então, explique de forma simples e eficiente para que a pessoa entenda da melhor maneira possível a sua função. Isso faz toda a diferença.

Não se esqueça também de estabelecer metas e prazos para poder mensurar o progresso e ver o que é preciso ajustar. E, por último, dê sempre um feedback construtivo. Por exemplo, caso a tarefa não tenha sido executada da melhor maneira, não olhe só para o lado negativo. Comente sobre o que o funcionário possa ter aproveitado de bom da experiência e o incentive a melhorar. Explique os erros e mostre as soluções. Elogie as partes que foram bem-sucedidas. Lembre-se: o propósito é ajudar as pessoas a evoluírem dentro da empresa.

Também não se esqueça de que o tempo é valioso, escasso e precisa ser respeitado. Uma das melhores formas de economizá-lo e usá-lo ao seu favor é se organizando e se comunicando. Procure fazer uma agenda e incentivar que seus colaboradores também tenham uma. Dessa forma, todos terão horários marcados e pré-estabelecidos. Sendo assim, o trabalho será ainda mais produtivo, evitando desgastes e pausas desnecessárias. Aplicando algumas dessas dicas no seu ambiente de trabalho, eu te asseguro que será um sucesso!

*Leonardo Chucrute, Gestor em Educação e CEO do Colégio e Curso Zerohum

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ARTIGOS

Não deixe o medo da mudança te paralisar

Muitas vezes não saímos da zona de conforto por medo do desafio

Publicados

em

* Psicóloga Alessandra Augusto

Muitas pessoas não gostam de mudanças, pois as obrigam a sair da zona de conforto. Neste lugar, tudo funciona. Os pensamentos e comportamentos não provocam nenhum tipo de medo, ansiedade ou risco.

Mudar é modificar. Isso se aplica à mudança de escola, de trabalho e de qualquer ambiente familiar para outro que seja desconhecido. No entanto, estamos nesta vida para viver inúmeras experiências. Todas elas têm começo, meio e fim.

Muitas vezes não saímos da zona de conforto por medo do desafio. Somos incentivados desde pequenos a ganhar. Temos uma comemoração excessiva quando temos bons resultados. Às vezes, por medo de não obter uma vitória, a pessoa não se lança aos novos desafios. O medo tira a capacidade da proatividade da audácia e com isso gera a autossabotagem em relação a novas experiências.

Psicóloga Alessandra Augusto – Foto: Divulgação/Arquivo pessoal

Esse medo paralisante aparece mais na idade adulta. Por exemplo, a infância e a adolescência são momentos de viver as experiências. Costumamos até dizer que os mais jovens são mais audaciosos, porque eles trazem esse incentivo de ganhar de forma mais intensa. Porém, quando se entra em contato com a realidade e percebe que nem sempre vai ser vitorioso, percebe que nem sempre irá obter o resultado esperado.

Para se lançar em novas experiências é preciso conhecer as próprias competências, saber as habilidades que possui. O autoconhecimento é muito importante nessa hora. Mas caso perceba que não consegue fazer algo sozinho, procure um profissional de saúde mental para ajudar a entender suas habilidades e talentos. A partir do momento que a pessoa conhece melhor a si mesmo, descobre o seu potencial e aumenta a autoconfiança, além de diminuir o medo do novo.

Quando o medo é superado e a zona de conforto abandonada, há a sensação de bem-estar, além de melhorar a autoestima e o amor próprio.

Outro fator importante é a proatividade. Essa é uma habilidade que nos impulsiona para sair da zona de conforto e nos empurra na direção das mudanças. Há momentos na vida que sentimos a necessidade de nos “mover”, de fazer algo diferente. Quem para no conhecimento e no aprendizado fica estagnado e acaba parando para a vida. O indivíduo que deixa de sonhar acaba morrendo para a vida.

Medo de mudança – Foto de formulário PxHere

Mas como ajudar quem enfrenta esse tipo de medo? A família e os amigos podem comentar sobre a admiração que tem pela pessoa, reforçando atitudes positivas, fazendo elogios e incentivando novos planos. Sendo alguém visionário ou fantasiosa, não importa. Deve-se sempre incentivar. Muitos sonhos vieram através de uma mudança, trouxeram bons resultados e se tornaram um sucesso. Dê sempre uma palavra de incentivo e reforce. A pessoa que está buscando realizar algo precisa de palavras positivas. Mas é importante que saiba que caso não dê certo, ela tem com quem contar.

(*) Alessandra Augusto é formada em Psicologia, Palestrante, Pós-Graduada em Terapia Sistêmica e Pós-Graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental e em Neuropsicopedagogia. É a autora do capítulo “Como um familiar ou amigo pode ajudar?” do livro “É possível sonhar. O Câncer não é maior que você.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA