ÁGUA BOA

Agro

Ctecno Parecis apresenta mais de 100 experimentos com híbridos de milho e cobertura de solos

Publicados

Agro

Defesa Agrícola

Ctecno Parecis apresenta mais de 100 experimentos com híbridos de milho e cobertura de solos

Os resultados foram mostrados no dia de campo promovido pela Aprosoja-MT, que contou com a participação de 150 pessoas nesta sexta-feira (13.05), em Campo Novo do Parecis

13/05/2022

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) realizou, nesta sexta-feira (13.05), o dia de campo do Ctecno Parecis- Etapa Milho, em Campo Novo do Parecis. O evento contou com a participação de cerca de 150 participantes, entre eles, produtores, agrônomos, estudantes e empresários do agro. Mais de cem híbridos de milho foram plantados em três vitrines, sendo uma semeada em dezembro, outra em janeiro e a última em fevereiro.

“Hoje estamos colhendo os resultados de três anos de trabalho. Sabemos que a segunda safra é importante para os produtores e, com isso, temos várias pesquisas, testando a eficiência contra pragas e enfezamentos, como a cigarrinha-do-milho”, explicou o vice-presidente da Aprosoja Mato Grosso, Lucas Costa Beber.

Entre os apontamentos observados nas vitrines de milho, o destaque é para um problema que vem dando prejuízos para muitos produtores, que é a falta de chuva na época de enchimento de grãos e crescimento da planta. A estiagem diminuiu a produção em alguns protocolos semeados em período mais tardio.

Leia Também:  OVOS/CEPEA: Com oferta e demanda equilibradas, preço se estabiliza

O produtor rural de Gaúcha do Norte e segundo vice-presidente Leste da Aprosoja-MT, Luiz Pedro Bier, ressaltou a importância do trabalho de pesquisa realizado, pois algumas variedades de híbridos que estão sendo desenvolvidas melhores nesse período de seca.

“A gente vem observando as lavouras na estrada e a situação é crítica. Ao chegar no Ctecno Parecis, conseguimos ver que existem variedades que estão tolerando muito melhor a seca e outras que não estão resistindo tanto a falta de chuva”, observou Bier.

Outro destaque foi a armadilha de cigarrinha-do-milho instalada no Ctecno Parecis. Diariamente, os insetos grudam em uma placa adesiva e a estação capta três imagens por dia, que geram dados para um sistema. Ao final da safra, será feito um levantamento do período com mais incidência das pragas.

Para o agrônomo Elói Fernandez Simão, de Campo Novo do Parecis, esse tipo de levantamento vem ao encontro com uma dificuldade já existente nas lavouras de Mato Grosso.

 “A cigarrinha-do-milho, desde o ano passado, é uma praga que vem nos desafiando no campo. Com essa iniciativa do Ctecno Parecis, podemos ter um controle melhor no futuro desses enfezamentos”, declarou o agrônomo.

Leia Também:  Brasil volta a tarifar importação de muçarela de fora do Mercosul

Atualmente a Aprosoja Mato Grosso conta com o Ctecno Parecis, em Campo Novo do Parecis (Região Oeste), e o Ctecno Araguaia, em Canarana (Região Leste).

Ctecno – Com área total de 88 hectares, é considerado o maior centro de pesquisa independente do Brasil. A textura de solo local varia entre 7 e 35 por cento de argila, destinada as pesquisas que auxiliam o produtor rural com áreas nessas condições, na MT-488, em Campo Novo do Parecis, anexo a Fazenda Vô Arnold – Agroluz.

Fonte: Augusto Camacho

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Agro

Senar/SC promove Encontro Técnico ATeG Pecuária de Corte em Lages

Publicados

em

Por

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Estado de Santa Catarina (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária (Faesc), promove nesta segunda e terça-feira, dias 16 e 17, na Pousada Rural do Sesc Lages, o Encontro Técnico do Programa de Assistência Técnica e Gerencial – AteG Pecuária de Corte. O objetivo é trazer atualizações e alinhar as atividades com os 150 técnicos que executam o programa e com os supervisores regionais.

O cronograma desta segunda-feira (16) teve início às 8h30 e segue até às 17h30. Entre as atividades programadas estão palestras com a Dra. Amanda Posselt Martins do Departamento de Solos e PPG Ciência do Solo – Universidade Federal do RS sobre os seguintes assuntos: Revisão de conceito básico e amostragem de solo – calagem e gessagem do solo; Nitrogênio, Fósforo e Potássio: dinâmica no solo e suas adubações; além de Inovações no manejo da fertilidade do solo em Sistemas de Pecuária de Corte. Por fim, a pauta em destaque são os assuntos gerais do programa para alinhamento das atividades com a coordenadora da ATeG em Santa Catarina, Paula Coimbra.

Leia Também:  Jornada CNA debate segurança pública para o país

Nesta terça-feira (17) a programação inicia às 8 horas com o professor doutor Leonir Luiz Pascoal do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Santa Maria que abordará os seguintes temas: Suplementação de bovinos de corte: pastejando pobreza ou nobreza e Diferentes dietas para confinamento de bovinos de corte de alto desempenho.

Em seguida, a zootecnista e coordenadora da Central de Dados Sisateg do Senar Nacional, Julia Carolina B. de Deus, falará sobre o tema Sisateg aplicado à ATeG  Pecuária de Corte. A programação encerra às 16 horas com explanação do presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo.

Na quarta e quinta-feira, dias 18 e 19, será realizado o Encontro Técnico com foco para a ATeG leite.

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA